Discípulo do Mestre e Senhor Jesus Cristo

A Graça da Garça

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Covardes, calados.


Por Pr. Marcio de Souza

É impressionante o número de pessoas que defende os profetas da prosperidade. Basta você postar algo sobre eles e o batalhão ultra fundamentalista entra em ação. Escrevi sobe o Malafaia e seus milhões arrecadados com a venda da Bíblia de R$900,00, neguinho só faltou me matar.

As defesas são as mais sem contexto que eles poderiam arrumar. "Não toque no ungido hein", "Cuidado com a língua", "não podemos criticar o ministério alheio", teve até gente falando que esses caras ajudam a gente a exercitar nossa fé! 

Por favor, 
desculpem-me a maioria esmagadora dos leitores do blog que não precisaria ler isso, mas por conta da enxurrada de besteiras que tenho visto preciso me manifestar. Posso até estar correndo o risco de perder leitores com essa declaração, mas creio que João Batista, o apóstolo Paulo, Elias o profeta fariam o mesmo, sem medo de perder meia dúzia de seguidores. Prefiro fidelizar quem zela pelo evangelho puro, do que ficar agradando um bando de covardes que não tem o mínimo crivo bíblico para enxergar o mal irreparável que esses caras que se dizem pastores e missionários fizeram a igreja brasileira.

Portanto, pra você que defende a venda da Bíblia da unção financeira, pra você que adora a campanha da fogueira santa, pra você que acha normal um bando de pastores se reunir para bolar estratégias para limpar o bolso do povo, contando dinheiro em reuniões e rindo da cara do pobre, pra você que apoia até morrer gente criminosa que esconde dinheiro em Bíblias pra não ser flagrado pela federal e muitas outras peripécias vai aqui meu desabafo: "Bando de covardes é o que vocês são. Um grande bando de covardes."

Não me venham dizer frases como: "Seu coração está cheio de rancor" e etc, porque estou plenamente calmo e livre para escrever o que estou escrevendo, apenas percebi que vocês que são alcoviteiros desses aí, precisam acordar e enxergar que não dá mais pra investir em quem não prega o evangelho do Reino, a esses o póstolo Paulo escreveu o seguinte: "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema." e prossegue no verso seguinte dizendo: "Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema."

Se algum de vocês ainda tem dúvida de que esses caras estão pregando outro evangelho, me desculpem mas está faltando leitura bíblica pra esse. E façam um favor ao mundo, calem a boca! Vocês estão trocando a maravilhosa oportunidade de ficarem calados pela engenhosa arte de falar besteiras sem tamanho. Então, façam um favor a humanidade, fiquem quietos.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Cobertura espiritual, isso é bíblico?


Por Thomas Magnum

A cada dia o sincretismo religioso no meio evangélico fica mais absurdo e assustador. Porque muitas vezes o indivíduo não sabe onde está entrando, se num templo evangélico ou num centro espírita ou ainda num sei lá o que, que tem a palavra gospel no meio. Uma das mais novas modinhas doutrinárias das igrejas neo pentecostais é a cobertura espiritual. Ou poderíamos chamar também como personal prophet. O crente agora tem um guru que vai guiar suas decisões e escolhas na vida, e nisso temos as mais absurdas colocações a ponto até de interferir na vida conjugal de um casal. Essa prática tem crescido muito em solo brasileiro, e vemos muitos grupos antes históricos no meio evangélico agora abraçarem cegamente o movimento da cobertura espiritual.

Interessante ressaltar uma semelhança indissociável com os espíritos guias do espiritismo. O fiel vai comprar um carro, tem que perguntar ao seu líder, vai namorar, tem que ter autorização de seu líder, vai sair pra jantar com a esposa, tem que ter a aprovação de seu líder. E aí vemos um desenvolvimento herético de um tipo de cativeiro da vontade, exercido por parte de muitos líderes desses grupos que geralmente se subdividem em pequenos grupos ou células, como forma estratégica para manterem os membros sob o controle do líder maior.

Um dia desses conversando com um rapaz de uma dessas igrejas, me pediu uma indicação de um bom livro teológico, ao lhe indicar, ele me disse que não podia ler aquele autor ou autores que não fossem Kenneth Hagin, Benny Hinn, T.L. Osborn, Rebecca Brown ou John Bevere que é o mais novo no ranking. Ou seja o rapaz foi proibido de ler algumas coisas que confrontem os ensinos de tais profetas do erro.

Ao conviver com pessoas que saíram de grupos neopentecostais pela graça de Deus, pude constatar de perto, tais pessoas serem amaldiçoadas por seus antigos líderes, ficarem isoladas e abandonadas por antigos amigos que ainda pertencem ao grupo. Ao sair de tais grupos existe realmente um impacto psicológico e emocional, que é uma característica de seitas heréticas, que excluem e desprezam e muitas vezes perseguem antigos membros do grupo, causando um dano emocional reparado somente pela misericórdia e graça de Deus.

O controle mental impulsona tais pessoas a fazerem e viverem dessa forma, em conformidade com esse evangelho malfazejo e maldito (Gálatas 1.8). Devemos avaliar qualquer ensino religioso com a palavra de Deus, vejamos:

- A Bíblia diz que o Espirito Santo é nosso guia. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. João 16:13

- Nos diz que o próprio Deus guia seu povo. Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho. Salmos 25:9

- Que os filhos de Deus tem o Espírito de Deus. Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Romanos 8:14

- Que a palavra de Deus deve ser nosso guia. Também os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros. Salmos 119:24

É claro que não há pecado algum em sermos aconselhados, porque a Bíblia nos recomenda isso. Mas, vejamos uma advertência Bíblica sobre o domínio do povo de Deus:

"Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho." I Pedro 5:2-3.

Temos realmente um crescimento de uma terapia espiritual multifacetada por idiotices e ridicularizações do intelecto humano. Deus nos dotou de racionalidade para julgarmos nossas decisões e exercermos senso crítico em nosso andar diário. Devido a essa idiotização coletiva vivemos nessa neurose religiosa que está muito distante da santa palavra de Deus.



O líder cristão deve ser usado por Deus para instruir seu povo em amor e exemplo, não por domínio. Voltemos ao Evangelho Cristocêntrico, mas uma vez o movimento neo pentecostal descentraliza Cristo e exalta uma religião humana, antropocêntrica, egocêntrica, hedonista e sincrética. Que Deus nos guarde e nos ajude a propagarmos o verdadeiro e puro evangelho de Cristo.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

A Mitologia do Cristianismo pós-moderno

Por Thomas Magnum

E disse o Homem: Farei Deus a minha imagem, conforme a minha semelhança. 

É estranho ler uma frase assim para muitos, é blasfemo, enfatizam alguns, é herético dizem outros. 

Talvez até aqueles que não são religiosos repudiarão essa afirmativa. 

Alguém em sã consciência não diria que faria Deus, ou diria? 

Desde Dave Hume, passando por Nietzsche, dando uma paradinha em Freud e dando uma olhadinha em Foucault, só para citarmos os mais recentes, não é difícil observamos tal pensamento, ou poderíamos voltar um pouco mais e observarmos Atenas nos tempos do apostolo Paulo, que tinha por volta de trinta mil deuses, seja por isso que muitos historiadores dizem que existiam mais deuses do que homens em Atenas.¹

Aqueles que tiveram sua mente cientifica e filosófica prostradas a serviço do eu que se distanciou do tu e que ignorou o Ele, ou do filho que ignorou o ventre que o gerou, pintaram e esculpiram um deus descartável ou substituível, ou morto, ou negaram sua existência como fator fundamental para darem suporte para construção de seus edifícios teóricos e delírios filosóficos. Como dizia o filósofo John Locke: 

"Reconheço que tenho a noção de um primeiro ser sem começo e penso ser inevitável para uma criatura racional dotada de ponderação deparar com algo assim".²

Em um discurso na colina de Marte na Grécia antiga lemos uma das mais belas peças de oratória já registrada na história, que dizia: 

"O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas. Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas. De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós. Pois nEle vivemos, nos movemos e existimos, como disseram alguns dos poetas de vocês: Também somos descendência dele.Atos 17:24-28

Eis aí uma declaração sobre o verdadeiro Deus, feita por uma das mentes mais brilhantes que pisaram nessa terra, Paulo o apostolo, homem que humilhou sua sabedoria e inteligência aquele que o criou. Mas, a criatura, deseja ser maior que o criador, criando seus deuses domésticos como nos povos antigos. Mas a "criação" de tais divindades nada mais são do que um bezerro de ouro ou melhor um cavalo de Troia que no fim das contas os levará a um estado deplorável. "Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos." 2 Timóteo 4:3-4

Mas, os deuses multiformes criados por religiosos e filósofos não são produto de um passado histórico ou acadêmico. Hoje, vemos a proliferação das heresias em arraiais cristãos, falsos deuses sendo pregados, profanação do altar. Vejamos o evangelho de muitas igrejas hoje que se assemelham com a mitologia: 

Pluto: deus das riquezas, representava a riqueza em termos gerais.

Ares: deus da guerra, sanguinário e agressivo, personificava a natureza brutal da guerra. Embora Ares fosse guerreiro e feroz, não era invencível, mesmo contra os mortais.

Erínias: Também conhecidas como Fúrias, eram as três divindades que administravam a vingança divina, sendo elas: Tisífona (a vingança contra os assassinos), Megera (o ciúme) e Alecto (a raiva contínua).

Apolo: Na lenda de Homero ele era considerado, principalmente, como o deus da profecia. Apolo era músico e encantava os deuses com seu desempenho com a lira.

Seria estranho isso para nós? Teologia da prosperidade, guerra espiritual (leia-se dualismo), teologia da vingança, e divinização da música no culto público? Quantos deuses os homens tem criado a tantos séculos, a profanação do altar semelhante ao que fez Antíoco Epifanes. A exortação bíblica é grave:

"Amados, embora estivesse muito ansioso por lhes escrever acerca da salvação que compartilhamos, senti que era necessário escrever-lhes insistindo que batalhassem pela fé uma vez por todas confiada aos santos. Pois certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor. Embora vocês já tenham conhecimento de tudo isso, quero lembrar-lhes que o Senhor libertou um povo do Egito mas, posteriormente, destruiu os que não creram." Judas 1:3-5

Portanto, creiamos no Deus das Escrituras, no Deus que se revelou, e nos adverte: "Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste." João 17:3

Como nos diz a Confissão de Fé de Westminster: 

Há um só Deus vivo e verdadeiro, o qual é infinito em seu ser e perfeições. Ele é um espírito puríssimo, invisível, sem corpo, membros ou paixões; é imutável, imenso, eterno, incompreensível, onipotente, onisciente, santíssimo, completamente livre e absoluto, fazendo tudo para a sua própria glória e segundo o conselho da sua própria vontade, que é reta e imutável. É cheio de amor, é gracioso, misericordioso, longânimo, muito bondoso e verdadeiro remunerador dos que o buscam e, contudo, justíssimo e terrível em seus juízos, pois odeia todo o pecado; de modo algum terá por inocente o culpado.

"Reformai, portanto, vossa vida e modo de agir, escutando a voz do Senhor, vosso Deus, a fim de que afaste de vós o mal de que vos ameaça." Jeremias 26:13

_______________
Notas:
1- Novo Testamento: R.N. Champlin 
2- Draft A do Ensaio sobre o entendimento humano- John Locke

***
Sobre o autor: Thomas Magnum é formado em teologia e graduando em jornalismo, pesquisador na área de religiosidade brasileira, é casado a oito anos com Kelly Gleyssy e mora em Recife.

Imagem: St Paul Preaching in Athens, 1515Pintura de Rafael Sanzio, adaptado para o Blog Bereianos.

Divulgação: Bereianos


Os "Apóstolos brasileiros" contemporâneos!

Fonte: Site Papo de Teólogo

Você já imaginou se Jesus viesse hoje para  o Brasil, que tipo de apóstolos Ele encontraria? Abaixo segue uma lista selecionada de doze apóstolos tupiniquins. Dentre eles há heróis, vilões e empresários; veja o perfil e história de cada um!

Apóstolo Miguel Ângelo

O fundador da igreja Cristo Vive foi o pioneiro da ideia apostólica no Brasil. Angolano, iniciou seu ministério com o canadense McAllister na Nova Vida. Atualmente tem 39 diplomas de nível superior em seu currículo e a igreja a qual dirige na zona oeste do Rio de Janeiro conta com mais de 56 mil membros, com igrejas até em Portugal. Na convenção internacional da qual faz parte, ele é o apóstolo das nações de língua portuguesa. Sem dúvida, um dos mais bem sucedidos “apóstolos” dessa lista.

Apóstolo Estevam Hernandes

Esse se tornou símbolo da situação caótica que se encontra o evangelho no Brasil. Estevam e sua esposa, bispa Sônia, saíram de sua antiga denominação (Igreja Cristã Pentecostal do Brasil) e começaram a organizar reuniões informais com famílias amigas, o que mais tarde se formou a igreja Renascer, com um canal de rádio (Gospel FM) e um canal de televisão (Rede Gospel). Atualmente ele e a esposa se encontram confinados em sua mansão nos EUA em prisão domiciliar por terem entrado com 56 mil dólares dentro da Bíblia, enquanto só declararam entrar com 10 mil. Isso fora os escândalos e acusações de lavagem de dinheiro aqui no Brasil. Estevam se diz perseguido como o Apóstolo Paulo; porém nem Paulo, nem Jesus, costumava deixar de pagar seus impostos a Roma.

Apóstolo Rina

Rinaldo, batizado na Igreja Batista Ucraniana, começou seu ministério na Renascer em Perdizes e permaneceu até 1999, quando decidiu abrir uma igreja nova. Chamou sua igreja de Bola de Neve por achar que a igreja cresceria muito. Espiritual, né? Enfim, ele acertou. Cresceu em dois anos 1100% com seu marketing voltado para os jovens. Tem métodos pouco ortodoxos de evangelismo, o que vem sendo bastante criticado entre as igrejas tradicionais. Está ainda em plena ascensão e tem arrebanhado multidões com seu apelo jovem e seu púlpito em forma de prancha.

Apóstolo Valdomiro Santiago

Ex-bispo da Universal, Valdomiro fundou a Igreja Mundial do Poder de Deus em 1998 em São Paulo. Se tornou “apóstolo” sob a concordância de bispos e pastores da Igreja Mundial, baseado em II Coríntios 12:12. Se você acordar cedo poderá vê-lo das 5 às 8 da manhã na Rede TV “fazendo milagres” através de seu suor. Sinceramente, esse tipo de milagre não está na minha lista de “verdades cristãs”.

Apóstolo Doriel de Oliveira

Esse simpático senhor foi o fundador da Casa da Benção, uma das maiores igrejas do Distrito Federal. Mas o ex-ministro do Brasil para Cristo começou longe, lá em Belo Horizonte. Por durante 5 meses fez seus cultos na praça, até conseguirem um templo. A igreja cresceu tanto que, em 1969, foi alvo até de investigação do DOPS (Departamento de Ordem e Política Social, um extinto órgão repressor do Estado Novo, que torturava pessoas que iam contra o regime), que levou à prisão e tortura de alguns pastores. Com essa perseguição, Doriel se mudou para o DF e lá abriu uma nova sede da Casa da Benção. Hoje tem igrejas espalhadas por diversos países do mundo como Portugal e Japão. Um homem batalhador, diga-se de passagem, mas que precisa ter cuidado com a Teologia praticada atualmente em sua igreja.

Apóstolo Carlo Ribas

Esse paranaense figuraça é apóstolo pela Igreja Evangélica Unção e Poder (não me perguntem donde saiu isso). Tem apenas 31 anos, alguns diplomas e hoje tem um ministério como conferencista. É presidente mundial (a mais de dez anos, ou seja, virou presidente com 21!) do Ministério Internacional de Libertação (também não me perguntem donde saiu isso) e é autor de 5 livros como o “Desvendando a Bruxaria”. Pelo título já dá vontade de ler, né não? Não sei de onde ele tirou esses ministérios e o título de apóstolo, mas está fazendo a obra? Então tá bom…

Apóstolo Renê Terra Nova

Esse baiano é o que há de arretado. Se tornou pastor na Primeira Igreja Batista em Recife/PE. Em 1992 foi enviado para Manaus a fim de pastorear uma Igreja Batista de lá. Pouco tempo depois deixou a Batista para fundar a Primeira Igreja Batista da Restauração. Adotou o método G12 como estratégia de evangelismo, fundou e difundiu grandemente a visão celular de igrejas (cada igreja cria células nas casas de seus membros e lá eles fazem seus cultos somente se reunindo todos no templo uma vez por semana). Atualmente sua igreja se tornou no gigante Ministério Internacional da Restauração (em um intervalo de 12 anos, seu ministério cresceu de 160 para 70.000 membros). Tem sido muito criticado por ser judaizante (celebra festas judaicas, por exemplo) e por utilizar a teologia da prosperidade.

Apóstolo Ezequiel Teixeira

Filho de pastor Assembleiano, esse carioca, junto com outros dois pastores, em 1987, começou a fazer pequenos cultos na Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro. Não tinham propósito nem de pastorear, nem de criar membros, apenas de fazer o culto independentemente. Porém, a medida que as pessoas iam aceitando a Cristo e indo para igrejas de ideologias diferentes, viram a necessidade de começar a pastorear as pessoas que se convertiam através de seus cultos; nasceu daí em 1989 o Projeto Vida Nova. Essa igreja, com sede na Vila da Penha, no Rio, sempre foi alvo de críticas pelo estilo “show gospel” de seus cultos. O foco, tal como a Bola de Neve, é o público jovem e hoje o auto denominado apóstolo Ezequiel conta com igrejas espalhadas pelo Brasil e Europa, principalmente Portugal. Mas apesar das críticas, nunca ouvi nenhum escândalo vindo desse Projeto.

Apóstolo Sinomar Fernandes

Esse é um dos defensores da causa apostólica. Fundador do Ministério Apostólico Luz Para os Povos, ele começou seu ministério como pastor de uma pequena congregação da Igreja da Paz em Anápolis-GO, com apenas 39 membros. Adotou a visão G12 de evangelismo (ganhar, consolidar, discipular, enviar) e também a visão celular. Hoje, junto com o desenvolvimento gigantesco da cidade, possui cerca de 5.000 membros somente em sua Igreja sede, em Anápolis mesmo. Seu método de ação é o seguinte: existe 12 casais de bispos (Conselho de Bispos), seus discípulos, que controlam e supervisionam todas a igrejas do ministério. Cada bispo discípula outros 12 que supervisionam as igrejas sob seu controle e por aí vai. Ainda está em plena ascensão e o apóstolo, junto com seu Conselho de Bispos, ainda pretende chegar a 100.000 membros somente na sede. 
Pretensão? 
Visão divina?

Apóstolo Márcio Valadão

O pastor presidente da Igreja Batista da Lagoinha foi ungido “apóstolo” em 2001. Sua igreja se tornou destaque nacional e internacional com o grupo Diante do Trono, inicialmente encabeçado por seus filhos André Valadão e Ana Paula Valadão. A Igreja, construída em 1957 com o nome original de Sexta Igreja Batista de Belo Horizonte, inicialmente dirigida pelo polêmico e eficaz pastor José Rego, que chegou a ser acusado de herético pelo próprio ministério batista, mas que causou um reboliço que culminou no termo “igreja batista renovada”… a igreja Batista da Lagoinha cresceu numa escala sem proporções. Em 1972 o ainda pastor Márcio assumiu a presidência da igreja e criou inúmeros ministérios, ações sociais, a famosa escola bíblica da Lagoinha e muito mais. Não sei do porquê de ter se tornado apóstolo, mas ainda assim o considero um dos homens mais usados por Deus dessa lista. Se você for visitar a igreja, provavelmente vai encontrá-lo de terno, gravata e descalço; isso é um propósito que ele tem com Deus para se manter humilde diante do crescimento da igreja. Legal né? Legal seria se todos fossem assim.

Apóstolo Sérgio Lopes

Essa é a pérola dessa lista, a maior distorção da palavra “pentecostal”. Formado em teologia pelo Instituto Bíblico Quadrangular, Sérgio começou seu ministério fazendo cultos no Automóvel Club de São Paulo. A medida que cresceu o público ele alugou um pequeno espaço na Rua Quatá, São Paulo, e começou ali, em 1999 a Igreja Comunhão Plena. Essa igreja participa do movimento neo-pentecostal (retété ao invés da Palavra de Deus), realiza campanhas gigantescas como o “Abala São Paulo” e, através de seus programas na rádio Musical FM “profetizam”, “falam em línguas” e tudo o mais. Estive uma vez em um de seus cultos denominado “Busca pelo Espírito Santo”. Eram tantas pessoas dançando, tanta criancice, que precisei me retirar indignado com a falta de respeito à Palavra de Deus. Tudo isso orquestrado pelo apóstolo. Sérgio vive vendo bolas de fogo durante o culto. A verdade é que seu método de apelo sensacionalista e de prosperidade tem arrebanhado multidões e já foi capaz de eleger o Deputado Estadual Lélis Trajano.

Apóstolo César Augusto

Esse jornalista começou seu ministério retirando cerca de 30 meninos de rua e os levando para casa. Sentindo a necessidade de cuidar das pessoas, ele fundou, em 1994, a Igreja Fonte de Vida em Goiânia. Sua igreja hoje conta com mais de 70.000 membros espalhados principalmente pelo estado de Goiás e possui uma rádio e uma TV local. Atualmente conta também com igrejas nos EUA, África e Europa. Cézar, reconhecido como apóstolo pela Coalizão Internacional de Apóstolos (nem imagino o que seja), virou figura certa na política brasiliense, seu filho foi eleito vereador, e vira e volta você o verá com políticos e pessoas influentes do meio. Ah! Não posso esquecer… o apóstolo além de escritor também tem 12 cds gravados pelo seu ministério, nos quais ele atua escrevendo algumas músicas, como diretor de produção e ministrando. 
Um exemplo de apóstolo multi-ação.
Estaria Jesus bem assessorado?!

Fonte: Site Papo de Teólogo 


Fé Photoshopada

Por Thiago Oliveira


Ao passar numa Banca de Revistas vemos uma infinidade de corpos e rostos de celebridades sendo expostos nas mais variadas publicações. Via de regra são revistas sobre como manter a boa forma. Tratam da estética, mas não são leais com os seus leitores. Onde estaria a deslealdade? Nos corpos exibidos, pois, ali todos sofrem alterações de um programa de edição/correção de imagem muito conhecido: o Photoshop.

Este software revolucionou a indústria e atualmente é a mais poderosa ferramenta de edição de imagens do mundo. Ele modifica fotos de um jeito que se pode aumentar ou diminuir medidas. As capas de revistas usam e abusam de seus efeitos. Os modelos e celebridades estampam os periódicos com uma aparência digitalmente manipulada. Basta procurar no Google que você verá uma série de comparativos entre fotos in natura e fotos photoshopadas

Mas onde quero chegar com isso?

Quero chegar à Fé que muitas vezes demonstramos as demais pessoas. Seria a nossa devoção uma espécie de fotografia photoshopada, onde tudo é bonitinho? Não estaríamos maquilando nossos erros através de uma espiritualidade artificial? Tenho notado ultimamente o quanto que se espiritualizam as coisas no cenário evangélico e visto que isso tem gerado uma banalização do sagrado e levado às igrejas a promoverem as mais variadas bizarrices em nome da fé.

Recentemente a minha noiva viu algo no YouTube e prontamente me mostrou. Era algo, no mínimo, ridículo: Aeróbica Gospel. Uma modalidade “espiritualizada” da aeróbica convencional, onde os movimentos simulavam os da “adoração congregacional”, tipo mãos estendidas. Logicamente, tudo ao som da música evangélica. Todavia, não se espante se eu lhe disser que existe algo ainda mais esdrúxulo. 

O culto ao corpo tem sido pregado nos cultos neopentecostais. A estética é um subproduto da Teologia da Prosperidade e, como no show business, imagem é tudo. Já assisti pela televisão pastor pregando sobre “vitória” usando como exemplo a sua experiência de perda de peso. Já vi vocalista de um dos grupos de louvor mais conhecidos (e ricos) do país usar o púlpito de um congresso de mulheres para dar dicas de maquiagem ao invés de dar conselhos tirados da Escritura para tornar as mulheres cristãs mais piedosas.

Enquanto vemos pastores narcisistas e metrossexuais vendendo cosméticos e possuidores de grifes, a Igreja vai se parecendo cada vez mais com um sepulcro caiado. Em Mateus 23:25, Jesus condena os escribas e os fariseus por limparem o lado de fora do copo e do prato, esquecendo-se que o lado de dentro está completamente imundo. Não se deixem enganar: O culto pela imagem é tão idólatra quanto à prática de acender velas para um santo de barro.

Manter um estilo de vida saudável é uma coisa. Procurar estar desesperadamente incluído nos padrões estéticos desse mundo é outra. Em Timóteo 4:8, Paulo aconselha ao seu filho na fé a exercitar a piedade, isto é, a verdadeira religião. O exercício físico é pouco proveitoso no que tange a espiritualidade. Cuide bem do seu corpo, pratique um esporte, coma alimentos ricos em nutrientes. Mas, acima de tudo, sirva a Deus em espírito e em verdade. O Senhor deseja que nós desinstalemos o Photoshop da Fé. Que isso seja feito.

“Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo.” Mateus 23:26.

Cobra que matou pastor será usada de novo em culto no sábado por seu filho também pastor

Por UOL

A cobra cascavel que deu uma mordida fatal no pastor Jamie Coots durante um culto no último sábado (15) não será morta. Na verdade, a família do pastor – conhecido por estrelar o reality show "Snake Salvation", no canal National Geographic – irá usá-la em uma pregação no próximo sábado, informou o site TMZ.














Coots foi mordido enquanto pregava para sua congregação e morreu depois de recusar ajuda médica, acreditando que estava protegido do veneno pelo poder de Deus.

Cody, filho de Jamie, disse que a família do pastor acredita no poder protetor de Deus contra o veneno de cobra. E, apesar da morte do pai, Cody afirmou que Jamie achou que era muito melhor morrer de uma picada de cobra do que de um acidente vascular cerebral ou de um acidente de carro. "Na verdade, para ele uma mordida de cobra era 'o caminho de Deus'", contou.

Cody – que assumirá como pastor – disse que foi Deus dizendo: "isto é como você queria, é a sua hora de ir... Se ele não tivesse planejado [morrer desta maneira], ele teria permanecido vivo", afirmou.

Embora seja ilegal em Kentucky, nos Estados Unidos, usar cobras durante os serviços religiosos, o chefe de polícia afirmou que a família do pastor não irá cumprir a lei.





Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2014/02/cobra-que-matou-pastor-sera-usada-de_19.html#ixzz2tmI94Ikv
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike